Minimalismo: descubra porque assistir o documentário Mente Minimalista

Surfando na onda do "minimalizar", o que eu encontro no YouTube? O documentário Mente Minimalista. Óbvio que assisti no mesmo dia, isso foi lá por início de dezembro, dia 12, acho. Ele foi lançado no dia 7/12/2020, então está novinho em folha, e cá entre nós, numa versão bem mais vida real! Aquela minha reflexão "minimalizar" com certeza ganhou mais amplitude. Só demorei um pouco para escrever e gravar algo sobre para postar, é um assunto que vale a pena deixar processar mais um pouco! E me dei por conta (pasmem!) que havia falado, refletido e até compartilhado muito pouco sobre MINIMALISMO até com meus filhos. Nos canais Organização Pessoal então, minimalista era uma característica, um detalhe, quando na verdade, ela é bem mais do que isso. Mas bora lá, que o post de hoje tem outro foco!

 

mente minimalista

 

 

Minimalismo - documentário Mente Minimalista




1 | Minimalismo Real

Gianini Ferreira do canal Mente Minimalista retrata no documentário do mesmo nome "Mente Minimalista" um estilo de vida minimalista mais realista. Desmistifica aquela ideia de que vida simples é viver com uma mochila nas costas e viajar por aí, como nômade digital. Você pode optar por esse caminho? Pode, claro, mas ele não é o único caminho que retrata um viver minimalista. Você pode morar na cidade, no interior, e criar um estilo de vida minimalista para você também, do seu jeito.


2 | Minimalismo é foco no essencial.

Tem frase mais linda? Talvez você viva um estilo de vida simples e minimalista sem se preocupar com esse rótulo, com essa palavra. Foco no essencial é algo que pessoas inteligentes e conscientes já tem, ou buscam ter em suas vidas. É muito mais do que isso, mas esse é um dos pilares do viver minimalista. Fiquei até orgulhosa, pois um dos primeiros passos que ensino para os meus alunos, ao avaliar cada categoria de objetos da casa é: "mantenha somente o essencial". Aliás, esse é um dos mandamentos da organização da Edel!


3 | Menos é mais.

Geralmente é assim que as pessoas traduzem o minimalismo. Menos coisas, mais espaço. Menos tarefas e compromissos, mais tempo e cuidado pessoal. Onde mais poderíamos empregar o menos é mais?


4 | Abordagem reflexiva sobre consumo e consumismo.

Muitos minimalistas são ex-consumistas, assim como muitos organizados são ex-bagunceiros. Não me enquadro em nenhum desses antes, hahaha, por isso é delicado expor um depoimento pessoal nesse sentido. Porém percebo que isso existe, que o consumir acaba sendo uma fuga de outras questões mal resolvidas, e não traz consequências muito interessantes e saudáveis. Em se tratando de dinheiro sempre fui muito muquirana em consumir por impulso. Me perguntava até cansar se aquela compra era realmente essencial mesmo, até acabar desistindo, por concluir que nem era tão importante assim. E fazendo até meu marido desistir algumas vezes (um policiava o outro, hahaha), trazendo consciência ou ao menos adiando um pouco a compra. Nunca fez muito sentido para mim trabalhar mais para ter mais, para ter excessos, consumir mais. Viver no equilíbrio, no suficiente. Pode ser muito leve e de boa também.


5 | Minimalizar é remover as distrações e os excessos.

De coisas, de tarefas, de atribuições, de tudo, em todas as áreas da vida. Ter o que te faz feliz? Se toda bagunça começa nos excessos, vale a pergunta: será que preciso de todas essas coisas? Fico na pergunta, e escolho.


6 | Vida consciente.

Viver de forma consciente nas escolhas que fazemos, com presença. Ou viver no piloto automático, sem pensar no que fazemos, para que e para quem fazemos? Liberdade de escolha do que é mais leve para você.


7 | Minimalismo na alimentação.

Uau, essa foi nova para mim. Achei interessante refletir mais sobre. O que seria uma despensa minimalista? Será que a minha é? Sempre sugiro criar as listas de compras de acordo com as preferências de cada família. Realmente não precisamos de grandes estoques em casa, e reavaliar a alimentação para optar pelo mais saudável é sempre um bom convite. Por mais que já foquemos no que gostamos sem saber. Será que nossas escolhas alimentares atuais estão saudáveis, fazendo bem ao nosso corpo?


8 | Mãe minimalista.

Mães minimalistas trazem seu depoimento sobre sua experiência, e super me identifiquei com algumas coisas. Será que fui/sou uma mãe minimalista? Me toquei que também fiquei indignada com as listas de compras de enxoval de bebê que encontrei nas lojas quando estava grávida. Criei as minhas próprias listas, com o que considerei - isso irei usar, e sei o que se trata. Muitos objetos dessas listas são totalmente inúteis - e as quantidades mais absurdas ainda. Só não cheguei a ponto de usar fralda de pano como algumas mães mais sustentáveis. Mas consumi com consciência nesse sentido, reaproveitando muitas coisas com os meus dois meninos, e até com móveis e objetos que já tinha em casa também. É tão passageira essa fase, não compensa alguns investimentos, ao meu ver. Fico feliz por ter adotado essa postura.


9 | Viver simples.

Perto da família, estar de bem com a vida. Criar momentos especiais e únicos no lar, com as pessoas que amamos. Tempo de qualidade. Muito tão eu, aqui mais do que me identifiquei com os depoimentos e reflexões apresentadas!


10 | Reflexões profundas.

Nerd e musical, quando a reflexão é com música não poderia deixar de me encantar ainda mais! Adorei as composições musicais que trazem tanto significado a esse rico conteúdo. É um documentário que promove a reflexão com a relação que estamos construindo com os objetos, as atividades, o emocional e as áreas da nossa vida como um todo. Minimalismo é uma filosofia de vida voluntária e consciente. Além disso tem a participação de diversos canais interessantes que também abordam o minimalismo. Minimalizar - Organizar - para Viver melhor, é um trio interessante, não?


Esses foram alguns spoilers que registrei para mim aqui, e escolhi compartilhar com você! Eu amei o conteúdo, está lindo demais, e com certeza trará muita clareza para quem estiver interessado no tema, e busca uma abordagem mais realista, como bem comecei este artigo. Assista e perceba quanta riqueza podemos tirar desse tema Minimalismo, quantas reflexões bacanas ele faz ressurgir em nossa vida. E quanto até minimalizar vem antes de organizar em si, sim! Para mim, fez todo o sentido, tanto que assisti ele duas vezes, uma vez com os meus filhos e depois com meu marido. Minimalizar casa, vida, e o trabalho, é uma reflexão que já venho fazendo há um tempo, só não tive coragem ainda de começar a falar sobre. Bem, agora já era. Comecei! ❤

Nenhum comentário:

© Copyright 2019 | Edeltraut Lüdtke | Proibida reprodução do conteúdo deste blog sem permissão. Tecnologia do Blogger.